NewsSegurançaTecnologia

FBI Alerta: não use WI-FI público para operações sensíveis

Na sua coluna semanal de consultoria técnica, o FBI alertou os turistas sobre o perigo de usar redes Wi-Fi gratuitas durante a viagem – como as encontradas em hotéis ou aeroportos. O conselho é antigo, dado por muitos outros no passado, mas precisa ser repetido.

“Não permita que seu telefone, computador, tablet ou outro dispositivo se conecte automaticamente a uma rede sem fio gratuita enquanto estiver fora de casa”, afirmou o FBI.

“Este é um convite aberto para pessoas mal-intencionadas acessarem seu dispositivo. Eles podem carregar um malware, roubar senhas e PINs ou até mesmo controlar remotamente seus contatos e câmera”, afirmou a agência.

Mas o FBI também entende que os usuários não podem viajar pelo mundo sem usar nenhuma rede WiFi.

Nesses casos, o FBI recomenda que os usuários evitem usar uma conexão Wi-Fi pública, gratuita ou não confiável para operações confidenciais, como verificar contas bancárias.

“Um hacker amaria ter seu ID de usuário e senha – não dê a eles”, disse o FBI, referindo-se ao fato de que os invasores podem interceptar o tráfego em redes Wi-Fi públicas.

Na maioria dos casos, isso pode ser atenuado se o usuário estiver se conectando a sites via HTTPS. No entanto, isso nem sempre é um fato.

Se o invasor estiver no controle do roteador ou ponto de acesso WiFi (você pode estar conectado a um dispositivo falso ou o hacker pode estar controlando o Wi-Fi verdadeiro), ele também pode interceptar o tráfego HTTPS criptografado. Embora seja mais complicado, isso é possível e o motivo pelo qual os usuários não devem usar Wi-Fi público ou desconhecido para qualquer tipo de operação confidencial, mesmo que suas conexões sejam carregadas via HTTPS.

Fonte: FBI

Tags

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button
Close